novembro 28, 2018 por Kirsten Nelson

Onde quer que você passe as festas de fim de ano, algumas imagens, sons e aromas podem fazer você se sentir em casa. Eu finjo não fazer o tipo sentimental, mas se ouvir Perry Como, sentir o cheirinho de pinheiro e ver as luzinhas brilhantes de fundo, imediatamente sou transportado para meus filmes de Natal preferidos. 

Shazam Retail_500Os sabores do Natal são bem específicos. Além disso, há alguns fatos que fazem até o turista mais afoito parar e sorrir.

Graças a essas questões simples, mas avançadas, de envolvimento emocional, é claro que sou fascinado pela arte e pela ciência de cultivar a atmosfera perfeita para o Natal. Como é que os varejistas, restaurantes, chalés de esqui, pousadas em montanhas rústicas e até mesmo resorts na praia podem encontrar uma maneira de trazer a empolgação do Natal para seu público? Bem, com a magia dos sons, vídeos, aromas e eventos sociais. 

Depois de ouvir a primeira música natalina nas lojas logo após o Halloween, eu quis entender quando os produtores musicais começam a trabalhar para garantir que o público experimente diversas sensações enquanto fazem compras, como a de provar um chocolate quente enquanto flocos de neve caem pelas vitrines.

Descobri que o planejamento para as férias de inverno começa quase junto com as férias de verão. "Há um longo caminho a ser percorrido no setor de varejo, e nós começamos a pensar nisso em junho ou julho", conta Danny Turner, vice-presidente global sênior de Creative Programming na Mood Media. Pode parecer estranho planejar músicas natalinas nesse período, mas é muito importante para a Mood começar os cuidadosos preparativos do espírito natalino o quanto antes para apresentar as ofertas aos clientes já em setembro. 

A Mood ofereceu mais de 30programas musicais, sendo que metade deles tinha conteúdo 100% natalino. O "Nineteen" é o mix feito pela Mood com músicas do próprio catálogo e algumas canções natalinas. Ele conta com diversas opções, desde "Nashville USA Holiday Mix", para fãs de música country, e "Hi-NRG Holiday Blend", para quem curte pop e dance. 

Vou falar a verdade: Se eu estivesse em um lugar que toca música eletrônica esotérica, e de repente começasse a tocar uma versão remixada de “There's no Place Like Home for the Holidays”, do Perry Como, eu adoraria! 

Mood Generic Shazam Screen_previewIsso não é surpresa para Turner, que sabe muito bem como equilibrar a relação de amor e ódio que as músicas natalinas despertam. "Para cada pessoa que diz que ficará louca se ouvir de novo uma certa música, haverá outra que dirá que a adora", conta. "Isso, na verdade, acontece com todas as músicas. Mas as músicas natalinas levam a reações mais afloradas, pois têm um fator sentimental muito forte. Eu desconheço outro tipo de música que evoque mais sentimentos do que as músicas de natal."

Para garantir uma associação positiva à escolha das músicas natalinas, pode ser uma boa ideia confiar em outras sensações para garantir a boa atmosfera. Inclua elementos visuais à configuração de digital signage tradicional e faça com que ela transmita uma sensação de conforto. Além disso, se você gostar, experimente aromas escolhidos especialmente para o ambiente. A Mood Media também oferece diversas fragrâncias exclusivas para o Natal, incluindo pinheiro, menta, canela e cranberries.

Como qualquer observador da época sabe, os aromas estão em alta assim como músicas e vídeos. Sabe os aromas de bergamota, pimenta preta e couro que notou recentemente nas velas à venda? São os aromas da moda. Ciente disso, quis saber quais são os aromas que os clientes da Mood procuravam este ano. Descobri que mais chás brancos e verdes estão sendo adicionados a misturas florais natalinas, e a empresa está "vendo” mais uso de aromas cítricos em vez de laranja, incluindo pomelo e bergamota, que podem dar um toque de estilo e sofisticação. (Eu sabia! Bergamota!)

Há combinações de sons, imagens e aromas que são muito sutis, e tendências de sabores que evoluem ao longo do ano. Por isso, é ainda mais importante trabalhar com as tendências de verão para criar uma combinação perfeita para o Natal, explica Jaime Bettencourt, vice-presidente sênior de Business Development e Account Management na Mood Media. "Os varejistas mais bem-sucedidos estão criando experiências em vários níveis", aponta. "Nossos clientes no setor de varejo precisam ser mais imersivos para criar a sensação de querer, e não de dever ir fazer compras."

Bettencourt mencionou outro ponto importante no design de experiências atual: "Personalização". Os clientes mais avançados da Mood estão aderindo à ideia das experiências individuais, contando com as opções interativas possibilitadas pela parceria com aShazam. Ao saber quantos clientes de lojas e restaurantes são monitorados pela Shazam, a Mood está ajudando o aplicativo a desenvolver mensagens de marcas quando alguém marcar uma faixa em determinado local. Assim, quando você simplesmente tiver que descobrir quem fez o remix incrível da música do Perry Como, você também poderá descobrir uma oferta de velas aromatizadas. 

Ainda melhor, é possível adicionar recursos para que os clientes influenciem na seleção de músicas do local. Eles podem votar nas músicas de uma playlist. Assim, se ouvir Perry Como, saberá que estou na loja.

Sobre Kirsten Nelson

Kirsten Nelson escreve sobre experiências de áudio, vídeo e design por quase 20 anos. Como escritora e desenvolvedora de conteúdo da AVIXA, Kirsten conecta histórias, pessoas e tecnologia através de uma variedade de mídias. Ele também dirige o conteúdo do programa para o InfoComm Center Stage. Kirsten foi editora da revista SCN por 17 anos e escreveu para várias publicações do setor e para o InfoComm Daily. Além da tecnologia, ela também escreve sobre motocicletas, o que fornece uma saída profissional para sua obsessão com as corridas de MotoGP.